Qual teste de COVID-19 devo fazer?

Atualizado: há 6 dias



A testagem de COVID-19 tem sido uma das principais armas dos países bem sucedidos no combate à pandemia. Contudo, existem mais de um teste e os pacientes com suspeita devem estar atentos às diferenças entre eles.

Na realidade, existem 4 principais exames para detecção de COVID-19, com diferentes metodologias e janelas específicas de realização. Caso um paciente com suspeita de COVID-19 realize o exame fora do período indicado para determinada metodologia, o resultado pode apontar um falso negativo (exame não reagente na presença da doença) ou falso positivo (exame reagente na ausência da doença). Um caso de falso negativo, por exemplo, pode fazer com que uma pessoa infectada continue espalhando o vírus (acreditando que não está contaminada) e ainda deixe de receber o tratamento adequado, podendo inclusive acarretar em um agravamento do quadro clínico de saúde. Isso se mostra potencialmente perigoso, considerando a alta demanda e baixa disponibilidade de UTIs dedicadas nos hospitais, tanto da rede pública quanto privada. Nesse cenário, o suporte oferecido pelo laboratório de análises clínicas é fundamental para o diagnóstico correto da doença.



QUAL EXAME DEVO FAZER?

VEJA O QUADRO COMPARATIVO ENTRE AS DIFERENTES METODOLOGIAS



EXAME ANTÍGENO DESPONTA COMO ALTERNATIVA VIÁVEL AO RT-PCR


A Organização Mundial de Saúde indica o RT-PCR como exame padrão, o que é uma decisão acertada do ponto de vista epidemiológico. Porém, em termos clínicos o exame Antígeno apresenta o mesmo nível de eficiência e aplicabilidade: as janelas de realização e métodos de coleta são os mesmos. A diferença está no procedimento: enquanto o RT-PCR detecta a carga genética do vírus (RNA viral) através de técnicas de Biologia Molecular, o Exame Antígeno detecta partes (antígeno) do vírus no organismo do indivíduo, por técnicas de imunofluorescência. Outro diferencial é que, enquanto os resultados de RT-PCR podem demorar dias para ficarem prontos devido à alta demanda, o Antígeno sai em até 24h. Isso, somado ao fato de ter um custo inferior, a confiabilidade do resultado (pois há alta correlação com o exame de RT-PCR, >84-85%), e a experiência de sucesso em países que utilizaram esse teste dentro de sua estratégia de controle da pandemia, como a Coreia do Sul, faz do Antígeno uma excelente alternativa aos pacientes. Poucos laboratórios no Paraná estão realizando esse exame e o LabCK é um deles.



Diferencas entre RT PCR e Antigeno
.pdf
Download PDF • 143KB

BAIXE GRATUITAMENTE

Nosso Diretor Médico, o Infectologista Dr. Ricardo Kosop produziu um material

detalhando as diferenças entre as metodologias RT-PCR e Antígeno para detecção de COVID-19 no organismo.



O LabCK realiza os quatro tipos de exames para detecção do COVID-19, com valores que variam de R$ 89,90 a R$ 310, por exame. O laboratório tem atendido os pacientes tanto na própria matriz, anexa ao Hospital Angelina Caron, quanto pelo serviço de Coleta Móvel, que cobre a área de Curitiba e região metropolitana. O agendamento pode ser realizado pelo Whatsapp (41) 99877-8334 ou ainda pelo aplicativo Onlife.

REDES SOCIAIS

Icon-IG.png
Icon-FB.png
Icon-YT.png
LinkedIn.png

INSTITUCIONAL

CENTRAL DE

ATENDIMENTO

Tel: (41) 3679-8250

       (41) 99992-0252

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

SEGUNDA

A SEXTA

6h às 18h

SÁBADO E

DOMINGO

7h às 18h

Laboratório de Análises Clínicas Caboracy Kosop

Rodovia do Caqui, 1150 - KM 01

Campina Grande do Sul – PR

Anexo ao Hospital Angelina Caron